,

Todos vestem máscaras.

“Todos vestiam máscaras naquele baile insano.

Sorrisos escondiam lágrimas, raiva revelava o medo e os apertos de mão afiavam punhais.

Olhe de novo, às suas costas. Todos tem o mesmo nome. Até tu Cícero!
Então não julgue um livro pela capa. Nem aceite o conteúdo bem escrito.
Pois até mesmo a tinta pode ser feita de sangue.

E como essa é a regra para sobreviver. Só nos restava aceitar e viver.
Escolhendo as máscaras mais vendidas no mercado e acompanhando as últimas tendências.

Porque tudo está bem pois vivemos em uma felicidade sem limites provida por uma dose diária de Soma.

E assim ficamos. Trajando faces fendidas sem conteúdo que sorriam incertezas como passos de dança. Presos em um baile, sem melodia e sem estilo, por toda eternidade”.


0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Comente aqui suas impressões!