Posts

, , , , , ,

Para explodir cabeças! Assista o curta ‘Rakka’ com Sigourney Weaver em uma Terra ocupada por aliens.

Essa vai pra todo mundo que gosta de imaginar longe! Neill Blomkamp, o diretor de ‘Distrito 9’ e ‘Elysium’ novamente nos deixa um presente, um deleite para aqueles que curtem Ficção Científica. Assista agora o curta ”Rakka” – Volume 1, com participação especial de Sigourney Weaver que faz o papel de uma sobrevivente que lidera os insurgentes em uma Terra pós-apocalíptica ocupada por alienígenas!

Rakka é o primeiro curta-metragem dos Oats Studios. Para mais informações visite os links abaixo:

Assistiu? Então deixe seus comentários sobre o que achou!
Verdadeira inspiração para todos aqueles que gostam de criar e visitar outros mundos.

, , ,

I was born for this (Jorney Game) – Live with the Swedish Radio Symphony Orchestra

Para inspirar, nada melhor do que destilarmos através da música uma série de sentimentos que despertam a verdadeira imaginação.

A trilha sonora é do game Journey, um jogo eletrônico independente desenvolvido pela Thatgamecompany lançado em março de 2012 para o PlayStation. Em Journey, o jogador controla uma figura encapuzada que vaga por um vasto deserto, viajando rumo a uma grande montanha ao longe.

Há a possibilidade de encontrar outros jogadores durante a exploração dos cenários e a única forma de contato possível entre os dois se dá por meio de uma nota musical que o personagem é capaz de emitir.

Ao criar Journey, os desenvolvedores ansiavam construir uma experiência para os jogadores que evocasse sensações de exiguidade e fascínio diante do mundo retratado, e que forjasse uma conexão emocional entre eles e os outros usuários anônimos encontrados durante a jornada. A música, composta por Austin Wintory, responde dinamicamente às ações do jogador e é construída sobre um único tema, que representa o arco emocional que se desenvolve durante a narrativa.

O trabalho foi aclamado pela crítica especializada, sobretudo por sua arte visual e áudio e pelo sentimento de companheirismo criado ao se jogar com um estranho. Críticos definiram a produção como uma “experiência emocional tocante”.

Journey venceu vários prêmios de “jogo do ano” e recebeu muitas outras honrarias, homenagens e indicações, incluindo a “Melhor Trilha Sonora para Mídia Visual” do prêmio Grammy, a primeira ocasião na história da premiação em que um jogo eletrônico concorreu na categoria.

Agora vamos escutar a música e ganhar litros e litros de inspiração!

AUMENTE O SOM E NÃO DEIXE DE COMENTAR! 😉

 

, , , ,

Como encontrar a música certa para inspirar sua história?

A música é uma ferramenta muito poderosa para aqueles que querem escrever. Criar novas histórias é como criar novas canções. Sendo assim, toda nova forma de encontrar e conhecer sons novos acaba se tornando essencial na hora de pensar em novos mundos, tramas e mistérios.

Através da internet podemos encontrar uma infinidade de músicas e estilos acessíveis ao ouvinte e escritor curioso. No entanto, o grande desafio é navegar por esse mar arredio de sons e melodias. O Every Noise at Once dá ao usuário a oportunidade de explorar de forma menos direcionada e trombar com estilos que nunca digitaria em um buscador por não ter ideia de que eles existem. Leia mais

, ,

Vídeo da Semana – Dancing Avatars

Eu gostei e tive várias idéias! Então, para iniciar essa semana inspire-se com uma série de animações que usam da captura de movimentos de pessoas reais. Um processo chamado Motion Capture e que já é muito usado nos filmes. Posso citar os filmes “O Hobbit”, “Avatar” e muitos outros.

Leia mais

, , ,

Música. A sua melhor ajuda no momento da transpiração e escrita.

Bom dia / Boa tarde / Boa noite meus caros humanos, habitantes do terceiro planeta, senhores de toda a imaginação e certeza do mundo.

Hoje resolvi falar sobre um assunto muito comum no meio dos escritores que é o uso da música como ferramenta para ajudar na hora da transpiração. Ou seja, naquela hora que você resolve finalmente sentar a bunda na cadeira e assim espremer alguns neurônios na busca por algum resultado que você possa chamar de texto.

Como comentei anteriormente, a inspiração só funciona se você transpirar, ou seja, se você realmente se esforçar no desenvolvimento de seu texto.

E para apoiar essa afirmação, eu gostaria de apresentar uma citação de Stephen King do seu livro ON WRITING.

Leia. Estude. Reflita!

“Write with the door closed, rewrite with the door open.” Stephen King, On Writing: A Memoir of the Craft


Leia mais

, , ,

David Robert Jones is dead. Long live to David Bowie!

 

db

É triste, mas, o cantor Inglês, compositor, multi-instrumentista, produtor musical, arranjador, pintor e ator David Robert Jones está morto.

Mas, sua música, performances e filmes ainda vivem. E seus ecos continuarão influenciando e inspirando diferentes criações no futuro. Citando Labyrinth. É apenas para sempre, não mais do que isso.

David Robert Jones está morto. Viva a David Bowie!

Leia mais

, , , , , , ,

Reflexões sobre a inspiração.

macaquinhos2

A expressão significa estar em constante ebulição, em permanente processo de criação.

Desde pequeno eu sempre tive muitas idéias. Para algumas pessoas, eu era um garoto inspirado, cheio de idéias. Para outros, eu sofria de um excesso de imaginação e era do tipo “Ai! Cuidado que aquele menino é hiperativo”. 😛

Eu com certeza me diverti muito quando criança porque com a imaginação tudo se transformava em algo fantástico e estranho mas, acho que dei muito trabalho para meus pais também. Hehe!

Hoje em dia, quando penso nas inúmeras aventuras que vivenciei através dos livros e brincadeiras de infância, eu concordo que a melhor expressão que poderia me definir é aquela usada por Ziraldo no seu livro sobre o Menino Maluquinho. Eu sempre tive muitos “macaquinhos no sótão”.

Ou seja, dentro da minha cabeça, eu sempre tive muitas idéias e personagens que faziam o que queriam, do jeito que queriam, sem que eu tivesse muito controle sobre eles.

Atualmente, trabalhando com a área de criação e dedicando bastante tempo para desenvolver meus textos, muitas vezes eu paro e fico relembrando todas essas idéias e pensando sobre a inspiração e principalmente, porque nem sempre uma boa ideia significa desenvolver uma boa história?

Esse texto é apenas uma parte dessa reflexão e surgiu depois de uma conversa que tive com alguns escritores que estão participando do NaNoWriMo 2015 onde apresento quatro pontos que envolvem o dinâmico processo da inspiração.

Leia mais

, , , , , , ,

Nanowrimo 2015. E lá vamos nós de novo!

nanowrimo

Ano passado, foi a primeira vez que eu aceitei o desafio do NaNoWriMo. Pra quem não sabe, a sigla significa National Novel Writing Month e é uma abordagem divertida de escrita criativa da ong Office of Letters and Light apoiada pelo sindicato de escritores dos Estados Unidos .

Basicamente no 01 de novembro, os participantes devem começar a trabalhar em direção ao objetivo de escrever um romance de 50.000 palavras até o dia 30 de novembro. E para mim é um projeto extremamente pessoal que abastece o autor com o entusiasmo, a determinação e principalmente um prazo de entrega.

No ano passado eu aceitei o desafio e acabei escrevendo 52.000 palavras que depois de revisadas fecharam mais de 60.000 palavras! 🙂  Leia mais

, , ,

Embalado pela música da Montanha Solitária.

Para embalar os corações e a imaginação de todos, nada melhor do que uma bela interpretação de tirar o fôlego de um poema de 27 versos de J.R.R. Tolkien – “Over the Misty Mountains Cold / The Dwarven Song of Old Wealth.”

Sempre que eu escuto essa música me dá vontade de abrir um barril de cerveja, encher uma gigantesca caneca e aproveitar um grande banquete Hobbit na taverna Green Dragon! 😉

Leia mais