Posts

, , , ,

Porque precisamos da Imaginação?

imaginar
verbo
  1. 1.
    transitivo direto
    formar imagem mental de (algo não presente); idear.
    “i. situações românticas”
  2. 2.
    transitivo direto
    descobrir, criar (algo abstrato); idear, inventar.
    “i. um enredo”

 

Imaginar é ser capaz de conceber algo em nossas mentes, de formar novas imagens e sensações bem lá no fundo. Imagens que não tem referência e que não são percebidas através dos nossos sentidos. E apesar de todos serem capazes de imaginar algo, poucas vezes pensamos sobre isso. Então, aqui vai a pergunta. Você sabe porque precisamos da imaginação? Leia mais

, , ,

A última hora na vida de um Nerd.

Recentemente finalizei mais um conto no Wattpad intitulado “A última hora na vida de um Nerd” onde levanto a seguinte pergunta:

O que você faria se soubesse que o mundo vai acabar? Pior, quais pensamentos você teria se soubesse que tudo o que você gosta, vai desaparecer em apenas uma hora?

O que você faria numa situação dessas? Foi exatamente isso que fiquei pensando.

Leia mais

, , ,

Música. A sua melhor ajuda no momento da transpiração e escrita.

Bom dia / Boa tarde / Boa noite meus caros humanos, habitantes do terceiro planeta, senhores de toda a imaginação e certeza do mundo.

Hoje resolvi falar sobre um assunto muito comum no meio dos escritores que é o uso da música como ferramenta para ajudar na hora da transpiração. Ou seja, naquela hora que você resolve finalmente sentar a bunda na cadeira e assim espremer alguns neurônios na busca por algum resultado que você possa chamar de texto.

Como comentei anteriormente, a inspiração só funciona se você transpirar, ou seja, se você realmente se esforçar no desenvolvimento de seu texto.

E para apoiar essa afirmação, eu gostaria de apresentar uma citação de Stephen King do seu livro ON WRITING.

Leia. Estude. Reflita!

“Write with the door closed, rewrite with the door open.” Stephen King, On Writing: A Memoir of the Craft


Leia mais

, ,

Porque escrevo?

Porque escrevo? Escrevo porque isso me abre meus olhos para um universo muito maior, e isso me deixa um pouco mais vivo e um pouco mais alerta, sempre.

Eu estava pensando justamente nisso quando encontrei uma bela declaração que falava um pouco mais sobre isso. Com vocês, algumas palavras de Mario Bortoloto, um escritor e dramaturgo que muito admiro. 😉

Mario-Bortolloto

Leia mais

, , , ,

Leia o primeiro livro do curso Escrevivendo!

Untitled

 

ESCREVIVENDO é um curso promovido pelos escritores veteranos Giulia Moon e W. Tierno. O módulo aconteceu em agosto de 2015 e foi, para todos os participantes, um mês de trabalho árduo, mas também de muita alegria.

Foi divertido, produtivo, recompensador. E agora gostaria de compartilhar o primeiro livro que surgiu do trabalho de todos! 🙂

Quero agradecer aos mentores e todos os escritores que conheci. Foram momentos muito especiais e importantes no caminho da escrita!

Sem mais, convido a todos a ler e compartilhar algumas boas histórias que surgiram naquele um mês inesquecível. BOA LEITURA!

Livro: Escrevivendo Contos – Livro 1

Mais sobre o curso? Clique aqui!

Aguardo comentários! 🙂

, , , , , , ,

Reflexões sobre a inspiração.

macaquinhos2

A expressão significa estar em constante ebulição, em permanente processo de criação.

Desde pequeno eu sempre tive muitas idéias. Para algumas pessoas, eu era um garoto inspirado, cheio de idéias. Para outros, eu sofria de um excesso de imaginação e era do tipo “Ai! Cuidado que aquele menino é hiperativo”. 😛

Eu com certeza me diverti muito quando criança porque com a imaginação tudo se transformava em algo fantástico e estranho mas, acho que dei muito trabalho para meus pais também. Hehe!

Hoje em dia, quando penso nas inúmeras aventuras que vivenciei através dos livros e brincadeiras de infância, eu concordo que a melhor expressão que poderia me definir é aquela usada por Ziraldo no seu livro sobre o Menino Maluquinho. Eu sempre tive muitos “macaquinhos no sótão”.

Ou seja, dentro da minha cabeça, eu sempre tive muitas idéias e personagens que faziam o que queriam, do jeito que queriam, sem que eu tivesse muito controle sobre eles.

Atualmente, trabalhando com a área de criação e dedicando bastante tempo para desenvolver meus textos, muitas vezes eu paro e fico relembrando todas essas idéias e pensando sobre a inspiração e principalmente, porque nem sempre uma boa ideia significa desenvolver uma boa história?

Esse texto é apenas uma parte dessa reflexão e surgiu depois de uma conversa que tive com alguns escritores que estão participando do NaNoWriMo 2015 onde apresento quatro pontos que envolvem o dinâmico processo da inspiração.

Leia mais

, , , , , , ,

Nanowrimo 2015. E lá vamos nós de novo!

nanowrimo

Ano passado, foi a primeira vez que eu aceitei o desafio do NaNoWriMo. Pra quem não sabe, a sigla significa National Novel Writing Month e é uma abordagem divertida de escrita criativa da ong Office of Letters and Light apoiada pelo sindicato de escritores dos Estados Unidos .

Basicamente no 01 de novembro, os participantes devem começar a trabalhar em direção ao objetivo de escrever um romance de 50.000 palavras até o dia 30 de novembro. E para mim é um projeto extremamente pessoal que abastece o autor com o entusiasmo, a determinação e principalmente um prazo de entrega.

No ano passado eu aceitei o desafio e acabei escrevendo 52.000 palavras que depois de revisadas fecharam mais de 60.000 palavras! 🙂  Leia mais