Posts

, , , , ,

Delenda e o Vale dos Segredos da escritora Amanda Reznor!

11227149_1062892210405322_1897760605_o“Com uma bonequinha de pano entre as maxilas, um gato negro sobe no telhado da estalagem. Pula sobre a borda da chaminé e joga a boneca lá dentro novamente. Era seu esporte favorito – esconder os brinquedos das meninas. Não que ele tivesse essa consciência, é claro. Um dia ele apenas resolveu experimentar a façanha, gostou e repetiu, sem saber que seus pequenos tesouros eram descobertos e removidos pela parte de baixo. Desde então, muitos objetos têm sido retirados da chaminé pelo velho Pereira ou Maurício. E, não se sabe exatamente o porquê, com aquela bonequinha de pano o gato ficava especialmente eufórico. Mal a viu retornar ao quarto das meninas, abocanhou a boneca e saiu de fininho, disfarçando a traquinagem, e a depositou novamente na chaminé. Satisfeito com a missão bem-sucedida, o gato salta para a relva e prepara-se para perseguir pintinhos. Distraído, porém, não percebe o saco de pano que se fecha ao seu redor. Ele mia, desesperado, na tentativa de libertar-se daquela estranha prisão, mas é em vão…”

 

Está semana durante o programa de Rádio Criador de Mundos iremos entrevistar a escritora Amanda Reznor, escritora focada no público Teen que já teve diversos contos selecionados para publicação em mais de dez diferentes antologias de poemas e contos, além de organizar diferentes antologias. Seu gênero favorito é o terror-suspense e o livro Delenda e o Vale dos Segredos é o primeiro volume de sua trilogia

Segundo a autora, o Vale dos Segredos é um lugar. Tão real quanto eu ou você e o que habita o nosso imaginário. E, como todo lugar, preserva as digitais dos séculos que o tempo em vão tenta apagar. Mas elas, como impressões virtuais refletidas num ponto qualquer do universo, perseveram. Delenda é uma dessas histórias que rega o Vale. Cláudia Blaise é uma garota quase comum: vive com sua avó em um bairro nobre, sustentada por uma gorda pensão deixada por seu avô. A única coisa que a difere de seus colegas da faculdade é que ela não conhece a mãe, que sumiu após o parto, e o pai, que foi assassinado no mesmo dia em que ela nasceu. No seu décimo oitavo aniversário, porém, uma surpresa está para alterar todo o rumo de sua vida. Mas o que vem disfarçado de um presente tentador pode ser, na verdade, uma cilada de encantos, mistério e morte… Será que ela descobrirá os importantes enigmas do Vale dos Segredos e, mais importante, saberá como escapar desse terrível labirinto? Interessante não é?

amanda-reznorA escritora Amanda Reznor registra histórias desde que aprendeu a escrever. É também apaixonada por toda forma de arte, cultivando o canto, a dança, o desenho, a pintura, o teatro, a composição musical e a fotografia. Tem muitos projetos em mente, tanto na escrita quando na área musical e multimídia, e, como a qualquer bom leitor, cada livro digerido lhe fornece um novo leque de possibilidades fantásticas. Palavras ditas pela editora Madras que acreditou na qualidade do trabalho e publicou o livro da Amanda.

Além disso, ela é uma escritora interessada no fomento à leitura, participou de eventos e programas de incentivo, como do Projeto De Mão em Mão, parceria entre a Prefeitura de São Paulo e a Editora UNESP, e do blog Concursos Literários, fundado por Rodrigo Domit, que visa a divulgação do maior número de editais de participação gratuita a quem estiver interessado. Também atuou em filmes de produção recente (2015/2016), como Cipriana Gótica, do diretor Claudio Andrade e roteirista Lala Lopes, para o qual também colaborou com parte da trilha sonora, e no filme Meu Velho Novo Amor, de Denise Morais, em cuja filmagem aparece o livro Delenda. 

Saiba mais sobre o livro, a autora e suas influências no programa ao vivo que transmitiremos hoje (01/12) na Rádio Geek pelo link www.radiogeek.com.br ou pelos apps que você pode baixar na loja do Google ou IOS! Viaje com a gente para um mundo no qual superstição e ceticismo se encontram, morte e vida dão as mãos, espelho e reflexo dançam. O Vale esconde muitos segredos mas você, juntamente com o apresentador J.B.Alves estão prestes a desvendar alguns deles.

Então, gostaria de ganhar um livro autografado pela autora? Então participe do nosso DESAFIO abaixo:

A personagem Cláudia era uma pessoa cética antes de viver suas aventuras no Vale dos Segredos. Ela negou-se a ver o que realmente estava acontecendo ao seu redor, mas, ao final de tudo, por bem ou por mal ela acabou acreditando. Bem, é claro que isso é apenas um livro, uma história inventada. Talvez tenha algum fundo de verdade ali, como em todas as outras histórias contadas.

Mas agora vem a pergunta… E você? Você acha que estamos sozinhos no Universo? Sendo “sim” ou “não”, conte-nos o porquê da sua resposta.

A resposta mais criativa e a mais inteligente receberá da autora um livro Delenda, então prepare a caneta (ou o teclado) e vamos lá! Deixe sua resposta como um comentário no post dessa matéria ou no post página oficial no Facebook da Rádio Geek usando as hashtags: #geekaovivo e #delenda.

Aguardamos vocês hoje ao vivo das 18h as 20hs. Até lá!

quote5

 

, , , ,

ROTEIROS PARA GAMES: COMO PRODUZIR?

Recentemente eu tive uma discussão bem legal com Edson Rossatto sobre dois assuntos que gosto muito. A escrita e a produção de Games.
Acesse abaixo e confira a entrevista completa do programa em contexto!

 

Fico no aguardo de seus comentários! 😉

, , , , ,

O dia em que entrevistei uma estátua…

Escrever nos permite expor idéias e emoções, visitar mundos estranhos e realizar o impossível. Mais importante, escrever exercita a imaginação e nos permite refletir sobre o universo e todas as pequenas e grandes coisas que existem nele.

Passeando pelo Rio de Janeiro, acabei pensando exatamente nisso quando tirei uma foto ao lado de uma estátua que fica nas imediações do Posto 6, na praia de Copacabana. Com certeza, muitos já se acostumaram com a silhueta daquele velhinho que desde outubro de 2002 sempre manteve uma postura de reflexão.

Mas de quem é essa estátua? Porque ela está lá, as vezes vandalizada e muitas vezes assediada?

Eu poderia escrever um resumo, ou mesmo citar algumas das dezenas ou centenas de textos e entrevistas sobre um dos grandes escritores modernistas desse país.

Mas como escrever permite a realização de coisas impossíveis eu resolvi entrevistar a estátua e dentro da minha imaginação, segue abaixo o resultado. Espero que gostem! Leia mais