Seu beijo…


Sempre sonhei com seus lábios pois antes de te encontrar
você era minha musa, meu sonho…

Foi então o destino que me revelou sua alva face
e até hoje sonho com seu beijo, o que nunca conheci…

Será seu beijo a aurora, o éden que aguardei toda uma vida?
Causa-me insônia lembrar de você, sinto teu beijo imaculado
reacender a luz de meus lábios…

Seus olhos de ébano me fitam enquanto sinto meu coração
batendo mais rápido, seu beijo é o néctar esperado e tua
respiração dura um momento de eternidade…

Tu libertaste a paixão contida em meu ser, apenas para eu me
arrepender, pois nunca poderei sentir realmente o seu beijo
em meus fúteis lábios…

Mas ao menos a tive em sonhos, conheci o segredo
de seus lábios, peguei-a em meus braços e descobri
a razão de meu viver…

– Poesia publicada no livro Honesty Awakened, EUA, 2002. –