, , ,

Os Poucos & Amaldiçoados. – Um projeto que vale a pena acompanhar!

Estava eu vagando pela imensidão da internet quando esbarrei com a chamada de um novo western pós-apocalíptico. Eu disse.  Opa! Isso me parece muito interessante. E fui olhar o que era principalmente porque sou fã das histórias da Torre Negra, uma das melhores obras de Stephen King que justamente mostra o mundo que passou e um pistoleiro bad ass e seu grupo de desajustados.

O que eu encontrei não só me surpreendeu como me deixou muito animado! Primeiro porque a história estava sendo criado por dois brasileiros, segundo porque era um quadrinho de altíssima qualidade que traz uma algo mais diferente e terceiro porque é uma protagonisma bad ass mulher! Resumindo, a série OS POUCOS & AMALDIÇOADOS fala sobre uma personagem, uma Caçadora de Maldições que como nos bons faroestes, vaga pelo mundo caçando tesouros, lendas, maldições e monstros!

O projeto já conseguiu financiamento no Catarse, duas vezes! E já está se tornando conhecido no mercado lá de fora através do Kickstarter – The Few and Cursed 1.

Esse é um projeto que vale a pena conferir, acompanhar e apoiar! Eu já fiz isso e vou continuar fazendo. Agora, quer saber mais sobre o projeto? Então clique e continue lendo mais detalhes sobre o projeto e seus criadores em uma entrevista exclusiva que fiz com Felipe Cagno! 😉

Primeira_Aparicao

 

Barra_Equipe

1. Quem são vocês? Se fosse possível resumir a história de dois criadores / empreendedores em poucas palavras, o que você diria.

Eu sou o Felipe Cagno, o roteirista da série e o Fabiano Neves é meu sócio nessa empreitada, o artista. Minha formação foi toda de cinema, me formei e fiz mestrado na área onde pude aprender a escrever roteiros. Já o Fabiano é ilustrador já há uns vinte anos e com uma bagagem enorme passando pelas maiores editoras como Marvel, Dynamite, Zenescope e outras.

Barra_ASerie

2. De onde surgiu a idéia do projeto?

Criamos a personagem, a Ruiva, para uma curta história de 3 páginas a ser incluída no primeiro Teaservolume da série 321: Fast Comics, antologia que reúne histórias no mais diversos gêneros e estilos sempre com 3 páginas, 2 personagens e 1 final surpreendente. A Ruiva foi criada para explorarmos o gênero do Velho Oeste. A série já tem dois volumes e podem ser adquiridos na loja da editora: http://www.loja-timberwolf.com.br.

3. Cite as maiores referências de vocês para a criação da arte e roteiro

Acho que as referencias tanto de arte e roteiro são as mesmas, bons filmes e clássicos de Velho Oeste. Além disso, quando eu estava desenvolvendo o mundo da personagem, São Paulo estava passando por aquela crise hídrica ferrada e isso contribuiu bastante também, rs rs.

Em termos de arte eu sei que o Fabiano é muito fã do Tex e das HQs da Bonelli, mas eu pessoalmente nunca li os clássicos. Me ative a algumas HQs recentes como East of West e Pretty Deadly, ambas excelentes.

 Barra_Recompensas

4. Como está sendo criar no modelo de Financiamento Coletivo? Vocês indicam outros a tentarem?

ZumbiEu uso financiamento coletivo, o Catarse, desde 2012. Acho uma ferramenta excelente e absolutamente necessária para produções em quadrinhos. Não só indico outros a tentarem como incentivo!

Agora, como toda ferramenta, ela tem que saber ser usada. Não adianta jogar um projeto online e esperar que ele vire sem muito esforço, sempre falo para novos usuários do Catarse estudarem outros projetos na plataforma, ver o que deu certo, o que deu errado, para aí sim lançar o seu.

5. Como está sendo a recepção do público até o momento?

Graças a Deus muito positiva! Já conseguimos financiar duas edições no Catarse e uma nos EUA com o Kickstarter e sempre com metas estendidas além da original. É um projeto que está sendo muito significativo para o Fabiano e para mim, não só pelo status icônico que a personagem vem ganhando, mas também pelo suporte e apoio inestimável dos nossos fãs que a cada campanha e evento crescem mais.

6. Estão conseguindo fazer algo em paralelo ao projeto, ou ele consome todo o tempo?

O Fabiano está só no Few and Cursed já que as páginas demandam demais dele, é só ver a qualidade delas. Já eu, como desenvolvi o argumento da série inteira, do começo ao fim, consigo focar em Crows_003outras HQs ao mesmo tempo. Normalmente eu levo cerca de duas a três semanas para escrever uma edição completa e o Fabiano leva o dobro do tempo com a arte, isso me permite dividir meu tempo com outros projetos.

7. Quais seus planos para o futuro?

Só este ano irei lançar outros três títulos em quadrinhos além da Few and Cursed. Ano passado fui um dos contemplados no ProAc de quadrinhos com a graphic novel “Bom Demais – Uma Sincera História de Ficção vs Realidade” que está atualmente em produção e em paralelo estou trabalhando novamente com o Gustavo Borges com a HQ “Escolhas“.

Além dos títulos acima, estou lançando também uma nova série em seis partes com a primeira indo para o Catarse mês que vem chamada “Classified“, um thriller de espionagem no começo do século XX. Estou muito feliz de anunciar que esta nova série vai contar com a arte dos grandes Marcelo Costa e Marcelo Maiolo.

Até Julho do ano que vem estarei com as duas séries e pretendo fazer um último volume da série 321: Fast Comics.

8. Como estão vendo o mercado nacional de quadrinhos e literatura?

Height_ChartEm alta, muito em alta. Até uns anos atrás praticamente nem existia um mercado nacional de quadrinhos. Mas hoje com o advento de tecnologias acessíveis de produção, financiamento coletivo e grandes eventos durante o ano, podemos dizer que temos um mercado começando e começando em alta.

É demais fazer parte disso!

9. Existem planos para lançar Os Poucos & Amaldiçoados no mercado internacional.

Existe sim. Como mencionei antes já, lançamos a primeira edição no Kickstarter mês passado e a próxima sai em Outubro Capa_Previewem tempo da Comic Con de Nova York. Ainda estamos trabalhando dentro do financiamento coletivo, mas quem sabe não fechamos em breve uma distribuição lá fora.

10. Deixe aqui uma mensagem ou aviso para outros roteiristas e desenhistas que também sonham em criar algo mas, tem medo de encarar os desafios.

Não tenham medo, tenham objetivos claros a serem alcançados e que vão se construindo. Não adianta querer lançar o livro definitivo em quadrinhos e passar dez anos trabalhando nele. Comece com metas pequenas e de curto prazo que elas vão somando para conquistar objetivos maiores a longo prazo.

Procure produzir uma HQ mais curta primeiro, use o Catarse pedindo R$5mil ou até R$7mil, e leve aos eventos. Receba o feedback de braços abertos e se prepare para um desafio um pouco maior na próxima HQ. O importante é produzir sempre e constantemente, isso é uma carreira como outra qualquer. Você não esperaria se formar engenheiro e construir Brasilia logo no dia seguinte da formatura, certo?

Seja paciente, produza, produza mais, e aí continue produzindo.

Putz. Gostou? Eu sim. Então segue abaixo o vídeo que eles produziram no Catarse.

 

Fico no aguardo de seus comentários e impressões sobre a matéria e mais essa produção nacional! 😉

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Comente aqui suas impressões!