, ,

O corvo.

Em um negro galho pousou uma estranha e escura ave.
Sua imagem me fez imaginar estranhos lugares e solenes histórias com seus costumes, mitos e rituais.
“Tens um aspecto estranho”, disse eu, “mas ainda aparenta um porte nobre e furtivo, ó velho corvo! Dize-me qual o teu nome por estas paragens.”
E o corvo respondeu, “Huggin”.

Me espantei de ouvir tão raro pássaro falar tão claro e forte um nome que em nórdico antigo significa “Pensamento”.

Ainda que pouco sentido tivesse palavras tais. Devo dizer que apenas a Poe foi concedido uma outra ave pousada nos umbrais com o nome “Nunca mais”.
Então me senti honrado pois Huggin juntamente com Muninn eram os corvos que voavam por Midgard, trazendo informações ao caolho Odin.
Quem sabe que inspiração e aconselhamento eu poderia receber de tão nobre e estranha ave chamada Pensamento.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Comente aqui suas impressões!