, , , , , ,

Para explodir cabeças! Assista o curta ‘Rakka’ com Sigourney Weaver em uma Terra ocupada por aliens.

Essa vai pra todo mundo que gosta de imaginar longe! Neill Blomkamp, o diretor de ‘Distrito 9’ e ‘Elysium’ novamente nos deixa um presente, um deleite para aqueles que curtem Ficção Científica. Assista agora o curta ”Rakka” – Volume 1, com participação especial de Sigourney Weaver que faz o papel de uma sobrevivente que lidera os insurgentes em uma Terra pós-apocalíptica ocupada por alienígenas!

Rakka é o primeiro curta-metragem dos Oats Studios. Para mais informações visite os links abaixo:

Assistiu? Então deixe seus comentários sobre o que achou!
Verdadeira inspiração para todos aqueles que gostam de criar e visitar outros mundos.

, , , , , , , , , , ,

Saiba mais sobre o Criador de Mundos na Campus Party (CPBR10)

 

Entre os dias 31 de janeiro e 5 de fevereiro, em São Paulo acontecerá o evento Campus Party Brasil (CPBR10) no Pavilhão de Exposições do Anhembi. Essa será a 10ª edição no Brasil e a organização promete que esse evento será muito especial pois reunirá os mais diversos conteúdos relacionados com a tecnologia, ciência e cultura Geek.

Todos os participantes poderão desfrutar de atividades incríveis e compartilhar experiências, sendo uma ótima oportunidade para empreendedores e geeks apaixonados por novidades, informação e inovações tecnológicas.

E quando se fala em Geeks, é claro, nós já lembramos da Rádio Geek, que será nada menos que a rádio oficial da #CPBR10, com um estande próprio e 24h de programação personalizada de palestras, oficinas, workshops, entrevistas, brincadeiras e muito conteúdo sendo ofertada aos campuseiros!

E a e equipe do programa Criador de Mundos também não fica fora disso. Estaremos presentes todos os dias oferecendo as seguintes atividades para todos os participantes:

Dia 31/01, terça-feira
16h – 17h Palestra Universo RPG na Literatura

· Amanda Reznor

· Simone O. Marques

· John Bogéa

Influência do universo RPG nos livros e games.
18h – 19h Palestra Ficção Científica na Literatura · Filipe Larêdo

· JB Alves

· Hugo Vera

Abordagem de livros hacker como Neuromancer, Monalisa Overdrive, entre outros.
Dia 01/02, quarta-feira
09h – 10h Ao Vivo Programa Especial Harry Potter · Amanda Reznor

· Renata Ventura

· Grupo Potterish

Retrospectiva do mundo HP, atuação do grupo Potterish no Brasil, livro A Arma Escarlate da autora Renata Ventura, Fan-fics e muito mais.
Dia 02/02, quinta-feira
10h – 11h Palestra Senhor dos Anéis e Hobbit – Um universo transmídia em Tolkien · Filipe Larêdo

· Dr. Diego Klautau

Palestra com o especialista Klautau sobre o processo transmídia nas produções de Tolkien, abrangendo Senhor dos Anéis e o Hobbit.
12h – 13h Ao Vivo Especial Criador de Mundos: Desenvolvimento de mundos transmídias · JB Alves

· Christopher Kastensmidt

Palestra sobre transmídia e storytelling nos mundos ficcionais de Starlit Adventures e A Bandeira do Elefante e da Arara.
18h – 19h Ao Vivo Programa Criador de Mundos · Amanda Reznor

· Filipe Larêdo

· JB Alves

· Oscar Nestarez

Livros e filmes sobre Sci-Fi e Tecnologia
Dia 03/02, sexta-feira
12h – 13h Ao Vivo Especial Criador de Mundos · Antonio Carlos S. Gomes

· Ivelise Fortim

· JB Alves

· Louise de França

· Luiz Sakuda

· Sonia Maria Bibe Luyten

Pré-Lançamento do livro Mangás, Animes e a Psicologia
14h – 15h Ao Vivo Ficção de horror: dos livros aos games · André Vianco

· Oscar Nestarez

· Vince Vader

Bate papo/discussão abrangente sobre transição da ficção de horror entre livros e games.
17h – 18h Palestra Literatura Fantástica no Brasil · Eduardo Spohr

· Erick Sama

· Filipe Larêdo

Discussão com os mestres Spohr e Erick Sama sobre a Literatura Fantástica no Brasil
20h – 21h Palestra Mangás, animes e a psicologia · Ivelise Fortim

· Erick Sama

· JB Alves

Discussão sobre a cultura do Mangá através dos olhos da psicologia
Dia 04/02, sábado
10h – 12h Workshop Oficina Steampunk

· Amanda Reznor

· Maicon M Minhoto

· Lili Angelika

Oficina de criação e dicas de material steampunk.

 


Na imagem, da esquerda para a direita, Amanda Reznor, Filipe Larêdo, JB Alves e Oscar Nestarez, apresentadores do Criador de Mundos que estarão presentes na Campus Party.

Passem no estande da Rádio Geek pra gente se conhecer e venham participar de todas as atividades que preparamos com muito carinho!

Para saber mais sobre o que a Rádio Geek estará fazendo na Campus acesse AQUI!

, , ,

Para refletir…

Um escritor amigo meu comentou algumas palavras poderosas hoje. Ele disse:

“Fiz um trabalho social em Kibera, uma comunidade no Quênia, considerada hoje a maior favela do mundo. Foi lá que comecei a perceber que as desgraças de Angola são miúdas na realidade de muita gente. Nunca mais lamentei pelo pouco que tenho. Pela família abençoada em que fui nascido. Pela guerra que acabou no meu país… Se você acha que sofre, então tira um tempo da sua vida e passa pelo Sudão, Somália, Kenya… Visite os países da África Central.”

 

Esse comentário me fez refletir e ter certeza que também sou abençoado pela família que tenho, pelas oportunidades que me aparecem todos os dias e pelos contos e livros que tenho a chance de escrever.

Sendo assim, não vou ficar preocupado com o que pode ou não acontecer com a política mundial. Ou mesmo com o que os outros ficam falando por aí. Vou ficar preocupado por aquilo que posso ou não realizar, principalmente tendo tudo o que tenho hoje.

E tenho dito!

* Kibera é o nome de uma comunidade localizada no Quênia. É considerara a maior favela do mundo, com cerca de 2,5 milhões de habitantes. Este assentamento informal é o lar de um quarto da população da capital de Nairóbi e é composta de 12 municípios que são flagelados pelos mesmos problemas de pobreza, sanitarismo precário e saúde ambiental, “construções temporárias” e HIV/Aids pandêmica.

, , , ,

Conheça mais sobre o livro “Filhos da Lua: O Legado” de Marcella Rossetti

Mitologia, personagens carismáticos, fortes emoções e uma aventura sobre lobisomens no Brasil é a receita do sucesso da autora.

Na semana que vem (dia 10/11), durante o programa de Rádio do Criador de Mundos, entrevistaremos a autora Marcella Rossetti responsável pelo livro “Filhos da Lua: O Legado”, um livro que alcançou a lista dos 100 mais vendidos em todas as categorias da Amazon e tem permanecido entre os mais vendidos em Fantasia Urbana, categoria na qual ele é o e-book mais bem avaliado pelos leitores (+60 avaliações, todas positivas).

Esse romance recentemente ganhou uma edição impressa e em qualidade de luxo pela AVEC EDITORA, editora nacional criada em 2014 para trazer o melhor da literatura, principalmente da literatura fantástica, para seus leitores.

Logo

http://aveceditora.com.br/

“A sensação é a de um sonho sendo realizado. A Amazon abriu as portas para meu romance ser conhecido e a Avec Editora acreditou no potencial da obra para o grande público. Entretanto, a coisa mais valiosa na Amazon para mim são as avaliações carinhosas dos leitores”, comenta Marcella.

Também professora, a escritora diz ter encontrado na sala de aula uma fonte de rica de inspiração para o universo de “Filhos da Lua”.

Com certeza o livro não seria o mesmo sem a presença de meus alunos em minha vida. Também peguei deles algumas qualidades físicas e personalidades. Eles sabem disso e ficaram muito felizes. Talvez tenha sido isso que tenha deixado os personagens verdadeiros e carismáticos para os leitores. Eles foram inspirados em jovens reais. ”, conta.

Mas do que se trata Filhos da Lua?

Ele trata sobre um dos mitos mais famosos da literatura fantástica. Lobisomens! 😉

No livro, Bianca Bley é uma jovem atormentada pelos pesadelos da morte da mãe. Os sonhos são carregados de imagens de presas e garras. Ela imaginou que a solução seria mudar-se para outra cidade. O que só fez piorar tudo. A menina conhece Lucas e parece haver um mistério envolvendo esse belo rapaz.  No primeiro dia na nova escola estranhas sensações a invadiram e ela simplesmente desmaiou aos pés dele.

O que Bianca não tinha ideia é que o encontro com o Lucas e seus companheiros desencadearia uma série de acontecimentos capazes de revelar os mistérios mais profundos de sua vida. Mistérios que revelariam um novo e perigoso mundo e sua vida se transformaria completamente.

Além da sala de aula, fontes como jogos de RPG, literatura e filmes foram vitais na elaboração do elogiado universo de “Filhos da Lua”.

Quatro coisas têm encantado os leitores: o universo criado, os personagens carismáticos, as emoções despertadas neles durante a leitura e o cenário nacional. A mitologia no livro e seu universo são completamente diferentes daquela que o leitor está acostumado e isso o surpreende imeditamente, fazendo-o querer descobrir cada vez mais sobre a mitologia em cada página. Os personagens aproximam o leitor da história e são os responsáveis por despertar neles diferentes emoções. E o cenário nacional é sempre citado como um ponto alto da leitura pelos fãs. Eles adoram reconhecer as cidades e os lugares”, salienta Marcella.

Também segundo ela, os leitores que gostam de destrinchar as regras de universos fantásticos terão horas de diversão com a leitura desse primeiro volume da série:

marcella-rossetti“Os Karibakis são uma raça guerreira dividida em cinco linhagens. Cada uma com seus dons. Alguns deles possuem a marca do legado nas costas, indicando a pureza do sangue. A quinta linhagem, a dos Farejadores, foi extinta há 25 anos durante a Noite da Aniquilação e desde então os Karibakis estão perdendo a guerra contra seus inimigos mortais. ”

Marcella instiga a curiosidade dos amantes de literatura fantástica destacando que esse é apenas um resumo. A mitologia completa apresentada no primeiro livro “é apenas a ponta do iceberg que será mostrado nas próximas obras”.

A autora procurou por técnicas de escritas e estudou diversos livros aclamados pelos fãs. Durante o programa de rádio discutiremos com a autora as técnicas e influências no seu processo de produção. Não deixem de participar e mandar suas dúvidas e curiosidades!

“Os leitores ainda vão se surpreender muito com o mundo dos Trocadores de Pele”, sugere a autora.

Gostou? Então não deixe de escutar o programa Criador de Mundos na Rádio Geek hoje (dia 03/11) as 18hs. Acesse e participe! E se quiser ganhar um livro participe do nosso concurso cultural clicando AQUI!

 

PARA MAIS ACESSE:
Site: www.filhosdalua.com
Amazon: http://amzn.to/1Hv7e4o
Facebook: fb.com/sagafilhosdalua

FICHA DO LIVRO:
ISBN: 978-85-67901-52-7
PREÇO DE CAPA: R$ 49,90
Formato: 16×23 cm, 488 páginas
Papel: lux cream 70g

CATEGORIA
Fantasia Urbana
Lobisomens

PÚBLICO / IDADE
Juvenil/ Jovem Adulto
Autor: Marcella Rossetti
Editor: Artur Vecchi
Diagramação: Marina Ávila
Ilustração de Capa: Talita Persi

, , , , , , , , ,

Participe do lançamento da Rádio Geek!

Com uma equipe de especialistas do mercado de entretenimento, nova rádio reúne conteúdo exclusivo e faixa musical em uma programação 24h e 100% online.

Desenvolvida por grupo de empresas brasileiras, entra no ar nesta terça-feira a versão beta da Rádio Geek. Com programação feita por especialistas e 24 horas por dia, a rádio será uma plataforma 100% digital e focada no mercado geek.

Geek [giːk] – Aquele que está sempre à frente das pessoas comuns. Quem se torna um especialista em tudo o que é do seu interesse. (Fonte: Dicionário Michaelis)

Leia mais

, , , ,

Incrível Mashup! Quando ‘Stranger Things’ encontra Charlie Brown e Snoopy.

O termo “mashup” surgiu originalmente na música, mais especificamente no estilo eletrônico onde os DJs faziam mixagens a partir de uma música e sua melodia, criando assim outra música. Ou seja, mashup significa misturar estilos diferentes para então se criar um novo. Atualmente podemos encontrar exemplos de mashups nos games, animações ou mesmo nos aplicativos.

Agora que revisamos o significado, eu posso refazer uma pergunta incrível que já foi respondida.st

O que aconteceria se fosse criado um mash up da obra de Charles M. Schulz, criador de Charlie Brown e Snoopy com ” Stranger Things” aclamada série da Netflix?

Importante comentar que foi um artista brasileiro que criou a arte que abre essa matéria. Para mais amostras acesse a página dele no FACEBOOK.

No caso do vídeo, o canal do YouTube Only Leigh decidiu fazer esse mashup e ver qual seria o resultado. A melhor parte de todas é que o Snoopy assumiu o papel do estranho Demogorgon. 😉

Clique abaixo e confira!

Leia mais

, , , , , , ,

Geeks! Pessoas loucas e extraordinárias.

  • Refletindo sobre o termo GEEK:

Existem diversas matérias sobre o que significa ser Geek. Muitas delas inclusive são compartilhadas e recopiadas por toda a matrix. No entanto, a maioria tenta apenas explicar qual a “verdadeira” definição da palavra Geek e principalmente qual a sua diferença em relação ao termo Nerd.

A atenção dispendida sobre esse assunto é tanta que resolvi comentar um pouco mais sobre um outro ponto que acho bem mais relevante. Como muitas dessas pessoas extraordinárias que se consideram Geeks, podem fazer a diferença no nosso modo de vida.

É claro que precisamos começar de algum ponto. Então vou apenas comentar uma classificação que os dicionários dizem ter relação ao termo Geek e discorrer a partir daí:

  1. Geek é um expert, um entusiasta da tecnologia digital (termo usado com orgulho como auto-referência, mas muitas vezes usado depreciativamente por outros).

Diante dessa frase podemos interpretar então que um Geek é uma pessoa que gosta. Se dedica a entender e até a se especializar no uso ou no desenvolvimento de tecnologias digitais. Além disso é alguém que adota o termo “Geek” com orgulho e não liga para o que as outras pensam dele. Mesmo que usem o termo de forma depreciativa.

matrix-reloded

Cena do Filme – Matrix Reloaded

  • Primeiro ponto importante. O que seria essa tecnologia Digital?

Bem, são tecnologias que surgiram no século XX e que vêm revolucionando a indústria, a economia e toda a sociedade desde então. São formas de armazenamento e de difusão de informação que alteraram a maneira como a humanidade trata seu passado, seu presente e seu futuro.

Isso ocorre principalmente porque arquivos digitais podem ser copiados e difundidos, sem a garantia de que permaneça a marca de um “ dono original”. Isso para alguns é visto como “pirataria” mas para outros é uma forma de aumentar ainda mais o acesso e a disseminação de informação. Enfim, como sempre existem dois lados da moeda e infinitas interpretações.

De qualquer maneira, podemos afirmar que a tecnologia digital permitiu descentralizar a informação, aumentar a segurança de uma série de dados fundamentais e criar novas e maravilhosas tecnologias. E que também a tecnologia digital é o contraponto da tecnologia analógica que sempre dependeu de meios materiais diferentes para existir.

Em resumo, as tecnologias digitais estão presentes em nossos celulares, computadores, televisões, livros digitais e na Internet. Sendo assim, se você usa um desses itens pra trabalhar, se divertir e principalmente, aprender mais sobre o mundo e você mesmo, eu devo dizer, você é um entusiasta ou mesmo um expert dessa tecnologia. Então só falta adotar o termo “GEEK” com orgulho!

87e656e6b8eb40f1a938a8abe9a8e68d

Muitos já adotaram a “moda” de ser Geek.

  • Porque adotar com orgulho o termo GEEK?

Achou estranho essa pergunta? De novo então. Porque você adotaria um termo que muitos consideram ser a classificação de pessoas excêntricas, fãs de tecnologia, games, histórias em quadrinhos, livros, filmes e muito mais?

Exatamente por isso! Porque o termo “excêntrico” e “Geek”, se usado sem malícia pode resumir muito bem “alguém que está interessado em um assunto intelectual ou complexo e que faz disso a sua própria causa”.

E isso já vem acontecendo. O filme A Rede Social de 2010 que conta a história do Facebook, mostrou que os termos geek e nerd já são associados a pessoas bem-sucedidas como Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg. Em outro momento uma reportagem da revista New Scientist disse “Um recado a quem quer ser presidente: contrate geeks, não eruditos”.

Enfim, tem havido uma mudança no sentido atribuído aos geeks e atualmente muitos acreditam que o termo caracterize alguém que tenha um conhecimento aprofundado de uma determinada área, de alguém que seja um verdadeiro apaixonado por um assunto. Assim,  em geral, o termo geek vem sempre acompanhada de outra descrição, como “geek dos games”, “geek da história”, “geek da música” ou mesmo “geek da cozinha”.

Mesmo o autor britânico Neil Gaiman (criador da série Sandman) comentou uma vez que estava fascinado pela rapidez com que as palavras Geek e Nerd ganharam um novo sentido na Grã-Bretanha desde os anos 1980. Originalmente esses termos eram ofensas, mas foram incorporados pelos ‘ofendidos’ como uma honra.

Sendo assim, mais e mais pessoas estão virando entusiastas dessa classificação e dos interesses associados a elas.

  • Mas isso não é apenas mais uma modinha?

b341f194db42b23705de395fe630d607É verdade que hoje em dia, várias marcas estão aproveitando para ganhar dinheiro com a exploração dos termos nerd, geek, hipster, etc. No entanto, o que realmente importa é que muitas dessas pessoas, principalmente aquelas que adotam os assuntos intelectuais e complexos são as vêm mudando o planeta.

Pense da seguinte maneira. O que livros de fantasia e scifi discutem? Ou filmes como Star Wars e Startrek? Ou os jogos mais avançados? Em sua grande maioria eles nos apresentam diferentes possibilidades do que estamos fazendo com o mundo hoje. E é essa reflexão e mudança de atitude que importa!

Dificilmente muitos dos universos utópicos ou distópicos apresentados nos filmes e games irão acontecer no nossso tempo de vida. No entanto, nossos filhos e netos irão experimentar um mundo diferente do nosso. E a possibilidade dele ser bom ou ruim só depende da nossa capacidade de saber usar da tecnologia e da informação, para transformar o planeta e nós mesmos. Por isso que é importante essa discussão, e por isso que é importante abraçar de forma apaixonada as coisas que você faz. Independente da área que você escolher.

  • Então todo mundo pode ser um Geek?
geeks3

Geek é uma pessoa apaixonado pelo que faz!

Sim! Todo mundo é um pouco Geek! Tudo depende de como você se identifica com alguma tendência que use da informação e tecnologia. Mas no mundo moderno de hoje, todo mundo tem um pouco de Geek dentro de si. Uma curiosidade sobre isso, em 2013 Burr Settles, um engenheiro de softwares, estudou 2,6 milhões de postagens no Twitter para fazer uma associação entre as palavras mais utilizadas na associação dos termos Nerd e Geek. O que ele descobriu foi que “nerd” estava mais relacionado as palavras “SUDOKU”, “PALESTRAS” e “OXFORD”, ou seja, nerd é aquele que estuda muito. Já “Geek” teve relação com as palavras “CULTURA”, “TECNOLOGIA” e “iPOD”, o que significa que o termo é dado a pessoas apaixonadas pela informação contida nos games, filmes e tecnologia.

Esse método serviu para mostrar que a visão das pessoas em relação a esses termos é algo orgânico e mutável e que vem sendo adotado cada vez mais. Hoje já podemos encontrar o “sports geek” que define alguém fascinado por esportes a ponto de estudar a fundo o assunto.

 

Enfim, ser nerd ou geek deixou de ser estranho, porque estes termos ficaram massificados. Isso não quer dizer, entretanto, que o preconceito caiu por terra. Estes termos não fazem das pessoas melhores ou piores: apenas as faz lidar de modo diferente com determinadas situações. Estamos vivendo uma revolução do termo. Resumindo, ser geek, é ser apaixonado pelo que faz, é ter opinião própria.

Então aproveite a onda, agarre com força sua paixão e mude o mundo com ela. Pode ser na moda, nos games, na literatura ou mesmo nas formas em que fazemos negócios! O mundo precisa de pessoas que fazem as coisas diferentes.

Falando sobre isso, devo citar uma passagem da poesia criada pela escritora de Avany Morais.

Falar de loucos é falar de sábios!
Posto que, loucos veem além da visão…
Sentem nos lábios a essência da vida
E discordam, sem pedir permissão.

Loucos… Precisamos destes loucos
Para virar a mesa, jogar o jogo bruto,
Mudar o mundo, as regras, não aos poucos,
Mas mudar abruptamente, num espaço curto.

geeks

Isso aí! Os loucos são os sábios. São os Geeks. São aqueles que revolucionam o mundo, que fazem o mundo sair da mesmice e do marasmo.E se no final você não concorda com a minha afirmação. Então só reflita sobre a seguinte frase que já foi atribuída ao cientista Albert Einstein e a escritora Rita Mae Brown.

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

Então faça diferente, faça de forma apaixonada e não ligue para o que os outros pensam. Seja Geek!

E para concluir. Como já disse Bill Gates: “Seja simpático com os estudiosos – aqueles estudantes que os demais julgam como uns idiotas. Existe uma grande possibilidade de vocês virem um dia a trabalhar para eles”

E sempre que estiver precisando de inspiração. Acesse www.radiogeek.com.br e participe desse movimento!

banner

 

, , , , , , , ,

Saiba mais sobre o programa Criador de Mundos na Rádio Geek.

É oficial! Teremos um programa semanal na Rádio Geek onde iremos falar sobre as novidades do mundo literário, com destaque para a fantasia, a ficção científica e a poesia.
Estaremos sempre acompanhados por escritores, editores e leitores convidados e discutiremos os lançamentos, o modo de produção dos grandes escritores e as novidades do mundo literário.
Sendo assim, eu gostaria de propor uma coisa para todos.

Leia mais

, , ,

Está chegando a Rádio Geek!

24 horas no ar e muito conteúdo… Está chegando a Rádio Geek!

Fique de olho no Facebook e no site para conhecer as novidades em breve.

Quer saber antes de todo mundo? Fique ligado e ouça pelo site radiogeek.com.br ou baixe o aplicativo para Android >> https://goo.gl/bZpxx0 (Em breve disponível para iOS).

, , , ,

Como encontrar a música certa para inspirar sua história?

A música é uma ferramenta muito poderosa para aqueles que querem escrever. Criar novas histórias é como criar novas canções. Sendo assim, toda nova forma de encontrar e conhecer sons novos acaba se tornando essencial na hora de pensar em novos mundos, tramas e mistérios.

Através da internet podemos encontrar uma infinidade de músicas e estilos acessíveis ao ouvinte e escritor curioso. No entanto, o grande desafio é navegar por esse mar arredio de sons e melodias. O Every Noise at Once dá ao usuário a oportunidade de explorar de forma menos direcionada e trombar com estilos que nunca digitaria em um buscador por não ter ideia de que eles existem. Leia mais