, , , , , ,

Para explodir cabeças! Assista o curta ‘Rakka’ com Sigourney Weaver em uma Terra ocupada por aliens.

Essa vai pra todo mundo que gosta de imaginar longe! Neill Blomkamp, o diretor de ‘Distrito 9’ e ‘Elysium’ novamente nos deixa um presente, um deleite para aqueles que curtem Ficção Científica. Assista agora o curta ”Rakka” – Volume 1, com participação especial de Sigourney Weaver que faz o papel de uma sobrevivente que lidera os insurgentes em uma Terra pós-apocalíptica ocupada por alienígenas!

Rakka é o primeiro curta-metragem dos Oats Studios. Para mais informações visite os links abaixo:

Assistiu? Então deixe seus comentários sobre o que achou!
Verdadeira inspiração para todos aqueles que gostam de criar e visitar outros mundos.

, , , , , , , , , ,

Encontre sua própria voz.

O simples título desse texto representa um dos maiores desafios daqueles que escolheram escrever suas próprias historias. Por isso, vou usar uma das canções favoritas do filme “Moana” como um bom exemplo para refletirmos nesse capítulo.

A letra da música foi criada por Lin-Manuel Miranda e Mark Mancina. Interpretada por Auli’i Cravalho, Mateus Ineleo, Olivia Foai, Opetaia Foa’i e Vai Mahina.

E ela diz:

“Atravessei o horizonte para te encontrar
eu sei o seu nome

Talvez eu tenha roubado o coração de dentro de você
Mas isso não significa que você
Não é quem você é

Você sabe quem você é”

Lindo não? No momento que acontece essa parte da história, Moana descobre que o principal “monstro” da história também é o objetivo que ela estava buscando completar. Salvar a deusa Te Fiti.

Para fazer isso ela antes teve de fazer algumas coisas:

1. Escutar o chamado do mar;
2. Descobrir sua coragem interior;
3. Entender que ela é uma exploradora;
4. Aceitar a sua “missão” e tenha cuidado com os monstros:
5. Encontrar quem poderia ajudá-la e por fim;
6. Encarar o monstro da história.

Esses passos são ótimos resumos quando pensamos no ofício da escrita. Antes de discutirmos caso a caso, devo comentar que o tempo, ou mesmo a ordem, que cada um faz depende apenas dele mesmo. Então vamos conversar mas, nada de ficar comparando o que você fez com o que os outros fizeram. OK?

 

1. Escute o chamado do mar:

O primeiro item, apesar de tudo, acaba sendo o mais fácil. Se você está lendo esse texto sobre reflexões de um escritor ou, se você já leu qualquer outro material sobre processos de escrita, é porque o mar da escrita já te chamou e você está inquieto. Interessado em saber mais, em saber como você pode aplacar essa vontade de colocar suas histórias, todas elas, no papel ou no arquivo de texto de seu computados.

Então olhe para a linha do horizonte, onde as águas terminam e comece a pensar sobre como seria escrever nas suas horas vagas, nas noites mal dormidas, nos momentos que o sonho parece mais forte que você ou mesmo, quando aquela idéia marota não para de aparecer aonde quer que você olhe.

Então aproveite o chamado e escreva, escreva muito. Mas não jogue fora o que criou. Guarde, coloque em uma pasta no fundo da gaveta. E nunca deixe de escrever.

 

2. Descobra sua coragem interior:

Agora vamos a uma das partes mais difíceis. Descobra sua coragem e se prepare para dizer “obrigado” para todas as críticas que você receber. Lembra que você encheu uma gaveta de palavras, contos, poesias e sonhos?

Então. Pra testar sua coragem você precisa colocar em prática a sua capacidade de se arriscar e engolir todo o seu orgulho. Comece mostrando seu texto para algumas pessoas e escute delas suas críticas. Sim. Isso mesmo. Críticas.

Agradeça os elogios, mas lembrem-se que eles só vão te levar pra uma caverna úmida no final da canção. Você precisa encarar as críticas e aprender com elas. Isso porque o mundo é vasto e as oportunidades são maiores.

Alguem não gostou do seu texto. Pergunte porque. Pergunte onde ele mexeria. E depois reflita e estude. Faça de novo. Não pra ele. Mas pra você!

E não se esqueça de agradecer! 😉

 

3. Entenda que você é um(a) explorador(a):

O ser humano é um bicho que pensa que pensa. E por causa disso nós pensamos muito! Pensamos sobre o que existe além do morro, além das cidades, além das estrelas.

E por isso saímos para explorar e buscar encontrar quem nós somos realmente. Então entenda que esse chamado da escrita é o mesmo chamado que impulsiona um pintor, que movimenta os pés de um explorador, que motiva um empreendedor a criar seu negócio.

Nós somos exploradores. E por isso nós sempre vamos buscar novos lugares. Então, como um escritor, explore as possibilidades. Escreva contos, artigos, poesias, histórias Scifi, histórias hot. Misture personagens diferentes de outros escritores. Corte pedaços de outras histórias. Veja porque o diálogo do escritor que você tanto gosta é tão gostoso de ler. E porque a história de outro livro é tão chato pra você.

Entenda quais são as tábuas que formam seu barco. E assim entenderá quais técnicas você mais deve usar para encontrar sua própria voz. Então explorar é preciso, sempre.

 

4. Aceite a sua “missão” e cuidado com os monstros:

Estou usando como exemplo desse item uma das músicas mais divertidas do filme Moana que também é uma das cenas de maior “perigo” para a personagem. Nessa cena Moana encara o monstro Tamatoa. Um caranguejo gigante cheio de si, que adora dizer que ela está errada, que a avó dela mentiu e que ele está certo porque é brilhante.

Então. No caso do caminho da escrita. Se prepare para encontrar muitos Tamatoa’s pelo caminho. Digo isso porque eles se reproduzem com rapidez e sempre podem ser encontrados nas convenções, eventos literários, cursos e grupos de amigos.

Eu estou falando daqueles “amigos” ou parentes que sempre te dão orientações, sempre dizem que você está no caminho errado, que sempre falam que você não tem jeito e que escrever é uma loucura.

“Seja quem você é por dentro
Eu preciso de três palavras para rasgar seu argumento para além
Sua avó mentiu!
eu preferia ser Brilhante”

Então cuidado com quem fala demais, brilha demais e na realidade é um monstro. Mantenha sua visão, siga a missão de ser escritor e continue.

 

5. Encontre quem possa te ajudar:

Esse parte é óbvia mas é difícil.

Então pense agora. Quem é o escritor, profissional ou editor que pode te ajudar? Ajudar com dicas, com novas leituras, com técnicas pra você melhorar?

Pode ser um amigo, um parente ou mesmo um autor de livro. Encontre, escute e aproveite suas dicas.

Mas lembre-se. O Caminho é seu. E só você pode encarar os seus desafios.

 

6. Encare o verdadeiro monstro da história:

Por mais difícil que seja, você deve encarar que o verdadeiro monstro está dentro de você.

Ele é a sua falta de coragem. Seus medos de não saber escrever. Sua mania de comparar outros escritores com você. Sua preguiça.

Agora, de verdade. Pense e responsa profundamente. Quem é você?

Saber responder essa pergunta é o maior desafio que existe. É ele que impele você na busca de ser um escritor. É ele que molda suas escolhas.

Aprenda a domar o monstro. Transforme-se. Escreva e por fim. Descubra que a sua voz muda a medida que você cresce.

Você já é um escritor. Sempre foi.

Você só precisa sentar a bunda na cadeira e escrever. Da maneira errada ou certa. Aprendendo com os erros, fugindo dos monstros e explorando as possibilidades.

Então escute o mar, busque sua voz.

Escreva…

Esse artigo faz parte de um livro que está sendo desenvolvido pelo escritor JBAlves.
Para acessar os capítulos prévios acesse gratuitamente o Wattpad CLICANDO AQUI.

, , , , , , , , ,

Participe do lançamento da Rádio Geek!

Com uma equipe de especialistas do mercado de entretenimento, nova rádio reúne conteúdo exclusivo e faixa musical em uma programação 24h e 100% online.

Desenvolvida por grupo de empresas brasileiras, entra no ar nesta terça-feira a versão beta da Rádio Geek. Com programação feita por especialistas e 24 horas por dia, a rádio será uma plataforma 100% digital e focada no mercado geek.

Geek [giːk] – Aquele que está sempre à frente das pessoas comuns. Quem se torna um especialista em tudo o que é do seu interesse. (Fonte: Dicionário Michaelis)

Leia mais

, , , ,

Incrível Mashup! Quando ‘Stranger Things’ encontra Charlie Brown e Snoopy.

O termo “mashup” surgiu originalmente na música, mais especificamente no estilo eletrônico onde os DJs faziam mixagens a partir de uma música e sua melodia, criando assim outra música. Ou seja, mashup significa misturar estilos diferentes para então se criar um novo. Atualmente podemos encontrar exemplos de mashups nos games, animações ou mesmo nos aplicativos.

Agora que revisamos o significado, eu posso refazer uma pergunta incrível que já foi respondida.st

O que aconteceria se fosse criado um mash up da obra de Charles M. Schulz, criador de Charlie Brown e Snoopy com ” Stranger Things” aclamada série da Netflix?

Importante comentar que foi um artista brasileiro que criou a arte que abre essa matéria. Para mais amostras acesse a página dele no FACEBOOK.

No caso do vídeo, o canal do YouTube Only Leigh decidiu fazer esse mashup e ver qual seria o resultado. A melhor parte de todas é que o Snoopy assumiu o papel do estranho Demogorgon. 😉

Clique abaixo e confira!

Leia mais

, , , , , , ,

Geeks! Pessoas loucas e extraordinárias.

  • Refletindo sobre o termo GEEK:

Existem diversas matérias sobre o que significa ser Geek. Muitas delas inclusive são compartilhadas e recopiadas por toda a matrix. No entanto, a maioria tenta apenas explicar qual a “verdadeira” definição da palavra Geek e principalmente qual a sua diferença em relação ao termo Nerd.

A atenção dispendida sobre esse assunto é tanta que resolvi comentar um pouco mais sobre um outro ponto que acho bem mais relevante. Como muitas dessas pessoas extraordinárias que se consideram Geeks, podem fazer a diferença no nosso modo de vida.

É claro que precisamos começar de algum ponto. Então vou apenas comentar uma classificação que os dicionários dizem ter relação ao termo Geek e discorrer a partir daí:

  1. Geek é um expert, um entusiasta da tecnologia digital (termo usado com orgulho como auto-referência, mas muitas vezes usado depreciativamente por outros).

Diante dessa frase podemos interpretar então que um Geek é uma pessoa que gosta. Se dedica a entender e até a se especializar no uso ou no desenvolvimento de tecnologias digitais. Além disso é alguém que adota o termo “Geek” com orgulho e não liga para o que as outras pensam dele. Mesmo que usem o termo de forma depreciativa.

matrix-reloded

Cena do Filme – Matrix Reloaded

  • Primeiro ponto importante. O que seria essa tecnologia Digital?

Bem, são tecnologias que surgiram no século XX e que vêm revolucionando a indústria, a economia e toda a sociedade desde então. São formas de armazenamento e de difusão de informação que alteraram a maneira como a humanidade trata seu passado, seu presente e seu futuro.

Isso ocorre principalmente porque arquivos digitais podem ser copiados e difundidos, sem a garantia de que permaneça a marca de um “ dono original”. Isso para alguns é visto como “pirataria” mas para outros é uma forma de aumentar ainda mais o acesso e a disseminação de informação. Enfim, como sempre existem dois lados da moeda e infinitas interpretações.

De qualquer maneira, podemos afirmar que a tecnologia digital permitiu descentralizar a informação, aumentar a segurança de uma série de dados fundamentais e criar novas e maravilhosas tecnologias. E que também a tecnologia digital é o contraponto da tecnologia analógica que sempre dependeu de meios materiais diferentes para existir.

Em resumo, as tecnologias digitais estão presentes em nossos celulares, computadores, televisões, livros digitais e na Internet. Sendo assim, se você usa um desses itens pra trabalhar, se divertir e principalmente, aprender mais sobre o mundo e você mesmo, eu devo dizer, você é um entusiasta ou mesmo um expert dessa tecnologia. Então só falta adotar o termo “GEEK” com orgulho!

87e656e6b8eb40f1a938a8abe9a8e68d

Muitos já adotaram a “moda” de ser Geek.

  • Porque adotar com orgulho o termo GEEK?

Achou estranho essa pergunta? De novo então. Porque você adotaria um termo que muitos consideram ser a classificação de pessoas excêntricas, fãs de tecnologia, games, histórias em quadrinhos, livros, filmes e muito mais?

Exatamente por isso! Porque o termo “excêntrico” e “Geek”, se usado sem malícia pode resumir muito bem “alguém que está interessado em um assunto intelectual ou complexo e que faz disso a sua própria causa”.

E isso já vem acontecendo. O filme A Rede Social de 2010 que conta a história do Facebook, mostrou que os termos geek e nerd já são associados a pessoas bem-sucedidas como Bill Gates, Steve Jobs e Mark Zuckerberg. Em outro momento uma reportagem da revista New Scientist disse “Um recado a quem quer ser presidente: contrate geeks, não eruditos”.

Enfim, tem havido uma mudança no sentido atribuído aos geeks e atualmente muitos acreditam que o termo caracterize alguém que tenha um conhecimento aprofundado de uma determinada área, de alguém que seja um verdadeiro apaixonado por um assunto. Assim,  em geral, o termo geek vem sempre acompanhada de outra descrição, como “geek dos games”, “geek da história”, “geek da música” ou mesmo “geek da cozinha”.

Mesmo o autor britânico Neil Gaiman (criador da série Sandman) comentou uma vez que estava fascinado pela rapidez com que as palavras Geek e Nerd ganharam um novo sentido na Grã-Bretanha desde os anos 1980. Originalmente esses termos eram ofensas, mas foram incorporados pelos ‘ofendidos’ como uma honra.

Sendo assim, mais e mais pessoas estão virando entusiastas dessa classificação e dos interesses associados a elas.

  • Mas isso não é apenas mais uma modinha?

b341f194db42b23705de395fe630d607É verdade que hoje em dia, várias marcas estão aproveitando para ganhar dinheiro com a exploração dos termos nerd, geek, hipster, etc. No entanto, o que realmente importa é que muitas dessas pessoas, principalmente aquelas que adotam os assuntos intelectuais e complexos são as vêm mudando o planeta.

Pense da seguinte maneira. O que livros de fantasia e scifi discutem? Ou filmes como Star Wars e Startrek? Ou os jogos mais avançados? Em sua grande maioria eles nos apresentam diferentes possibilidades do que estamos fazendo com o mundo hoje. E é essa reflexão e mudança de atitude que importa!

Dificilmente muitos dos universos utópicos ou distópicos apresentados nos filmes e games irão acontecer no nossso tempo de vida. No entanto, nossos filhos e netos irão experimentar um mundo diferente do nosso. E a possibilidade dele ser bom ou ruim só depende da nossa capacidade de saber usar da tecnologia e da informação, para transformar o planeta e nós mesmos. Por isso que é importante essa discussão, e por isso que é importante abraçar de forma apaixonada as coisas que você faz. Independente da área que você escolher.

  • Então todo mundo pode ser um Geek?
geeks3

Geek é uma pessoa apaixonado pelo que faz!

Sim! Todo mundo é um pouco Geek! Tudo depende de como você se identifica com alguma tendência que use da informação e tecnologia. Mas no mundo moderno de hoje, todo mundo tem um pouco de Geek dentro de si. Uma curiosidade sobre isso, em 2013 Burr Settles, um engenheiro de softwares, estudou 2,6 milhões de postagens no Twitter para fazer uma associação entre as palavras mais utilizadas na associação dos termos Nerd e Geek. O que ele descobriu foi que “nerd” estava mais relacionado as palavras “SUDOKU”, “PALESTRAS” e “OXFORD”, ou seja, nerd é aquele que estuda muito. Já “Geek” teve relação com as palavras “CULTURA”, “TECNOLOGIA” e “iPOD”, o que significa que o termo é dado a pessoas apaixonadas pela informação contida nos games, filmes e tecnologia.

Esse método serviu para mostrar que a visão das pessoas em relação a esses termos é algo orgânico e mutável e que vem sendo adotado cada vez mais. Hoje já podemos encontrar o “sports geek” que define alguém fascinado por esportes a ponto de estudar a fundo o assunto.

 

Enfim, ser nerd ou geek deixou de ser estranho, porque estes termos ficaram massificados. Isso não quer dizer, entretanto, que o preconceito caiu por terra. Estes termos não fazem das pessoas melhores ou piores: apenas as faz lidar de modo diferente com determinadas situações. Estamos vivendo uma revolução do termo. Resumindo, ser geek, é ser apaixonado pelo que faz, é ter opinião própria.

Então aproveite a onda, agarre com força sua paixão e mude o mundo com ela. Pode ser na moda, nos games, na literatura ou mesmo nas formas em que fazemos negócios! O mundo precisa de pessoas que fazem as coisas diferentes.

Falando sobre isso, devo citar uma passagem da poesia criada pela escritora de Avany Morais.

Falar de loucos é falar de sábios!
Posto que, loucos veem além da visão…
Sentem nos lábios a essência da vida
E discordam, sem pedir permissão.

Loucos… Precisamos destes loucos
Para virar a mesa, jogar o jogo bruto,
Mudar o mundo, as regras, não aos poucos,
Mas mudar abruptamente, num espaço curto.

geeks

Isso aí! Os loucos são os sábios. São os Geeks. São aqueles que revolucionam o mundo, que fazem o mundo sair da mesmice e do marasmo.E se no final você não concorda com a minha afirmação. Então só reflita sobre a seguinte frase que já foi atribuída ao cientista Albert Einstein e a escritora Rita Mae Brown.

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

Então faça diferente, faça de forma apaixonada e não ligue para o que os outros pensam. Seja Geek!

E para concluir. Como já disse Bill Gates: “Seja simpático com os estudiosos – aqueles estudantes que os demais julgam como uns idiotas. Existe uma grande possibilidade de vocês virem um dia a trabalhar para eles”

E sempre que estiver precisando de inspiração. Acesse www.radiogeek.com.br e participe desse movimento!

banner

 

, , , , , , , ,

Saiba mais sobre o programa Criador de Mundos na Rádio Geek.

É oficial! Teremos um programa semanal na Rádio Geek onde iremos falar sobre as novidades do mundo literário, com destaque para a fantasia, a ficção científica e a poesia.
Estaremos sempre acompanhados por escritores, editores e leitores convidados e discutiremos os lançamentos, o modo de produção dos grandes escritores e as novidades do mundo literário.
Sendo assim, eu gostaria de propor uma coisa para todos.

Leia mais

, ,

Saiu o trailer do filme “Guardiões da Galáxia Vol.2”!

A Marvel divulgou nessa quarta-feira (dia 19) o trailer de “Guardiões da Galáxia Vol.2”. Na segunda parte da franquia, os Guardiões têm que lutar para continuarem unidos e desvendarem o mistério sobre a origem de Peter Quill (Chris Pratt). O longa é dirigido por James Gunn, que foi o diretor do primeiro filme e conta no elenco com Zoe Saldana, Dave Bautista, Vin Diesel como Groot, Bradley Cooper como Rocket, Michael Rooker, Karen Gillan, Pom Klementieff, Elizabeth Debicki, Chris Sullivan, Sean Gunn, Tommy Flanagan, Laura Haddock e Kurt Russell.

Esse é um prato cheio para os fãs de quadrinhos, ação e ficção científica. Interessado? Então clique abaixo, aumente o som e aproveite o Trailer!

Leia mais

, , , , , ,

Acesse a Rádio Geek?

Estou participando de um projeto bem legal chamado Rádio Geek, uma rádio digital com um conteúdo diferente. Logo teremos notícias,  novidades do mundo dos Games, RPG, tecnologia e muita LITERATURA! 😉

Isso mesmo, eu estou preparando um programa onde falaremos sobre o mundo da escrita, seus escritores, técnicas e eventos.

Sendo assim, se você gosta das músicas do Mundo Geek.
Acesse e conheça!

Aplicativo Rádio Geek

http://www.radiogeek.com.br/

BAIXE O APLICATIVO PARA VOCÊ
PODER OUVIR EM QUALQUER LUGAR
QUE VOCÊ FOR!
, , , ,

Assista “Speed of Light” da banda Iron Maiden!

O que acontece quando o Eddie do Iron Maiden entre em uma velha casa de fliperama? Clique abaixo e assista o clipe do seu novo single chamado “Speed of Light”. Um vídeo que vai deixar você com vontade de jogar. 

Várias referências, entre elas Donkey Kong e Mortal Kombat. Vale a pena conferir! 😉

Leia mais

, , ,

A última hora na vida de um Nerd.

Recentemente finalizei mais um conto no Wattpad intitulado “A última hora na vida de um Nerd” onde levanto a seguinte pergunta:

O que você faria se soubesse que o mundo vai acabar? Pior, quais pensamentos você teria se soubesse que tudo o que você gosta, vai desaparecer em apenas uma hora?

O que você faria numa situação dessas? Foi exatamente isso que fiquei pensando.

Leia mais