, , , ,

Babylon 5: Uma série de Ficção Científica, um espelho do mundo real.

“It is the dawn of the third age of mankind, the middle of the twenty-third century. Man is far from alone in the universe.

Babylon 5 is the story of the last of the Babylon stations, the last hope for a galaxy without war. It begins in the year 2257 with the opening of the Babylon 5 station.”

Existem séries de TV que são puro entretenimento. No entanto, existem alguns programas que continuam ecoando, inspirando e moldando a nossa maneira de pensar, imaginar e escrever. A série Babylon 5 de 1993 é uma dessas séries que tem o poder de mudar a forma como vemos as coisas.

Para mim, essa é a série que me acompanha toda vez que escrevo ou imagino uma história pois seus roteiros, personagens, cenários e reflexões tocaram profundamente a minha maneira de refletir sobre o mundo e de encarar o estranho e o maravilhoso de formas diferentes.

J. Michael Straczynski

O seu criador J. Michael Straczynski desde o início decidiu que, ao invés de ir em busca de novos mundos reconstruindo novos cenários à cada semana, a série seria realizada em uma estação espacial fixa que ajudaria a manter os custos num nível razoável e permitiria explorar a fundo os roteiros.

E assim, na estação ele introduziu personagens humanos e alienígenas vivendo situações interessantes e profundas envolvendo religião, filosofia, história, sociologia, psicologia e ciências.

Inegável fã de sagas como Fundação de Isaac Asimov, O Fim da Infância de Arthur C. Clarke, O Senhor dos Anéis de J.R.R Tolkien e Duna de Frank Herbert, Straczynski começou a desenvolver um conceito épico e ambicioso que envolveria enormes batalhas espaciais e outros eventos que “mudariam a face do universo”.

Enfim, na minha singela opinião nerd, Babylon 5 é uma ótima série de ficção científica diferente de tudo o que foi feito na época e que apresenta as histórias individuais num pano de fundo muito mais amplo e instigante.

Para Straczynski, a idéia não era apresentar uma utopia perfeita, mas apresentar um futuro onde ainda haveria ganância, luta pelo poder e pessoas sem-teto, onde as personagens poderia crescer, se desenvolver, viver e morrer. Enfim, um personagem onde nada seria o mesmo ao final dos eventos do dia, ou seja, a série praticamente seria um espelho do mundo real.

Estação Espacial Babylon 5

E para entender um pouco o porque de minha admiração pela série, deixo o vídeo e a citação que abre a terceira temporada. Uma citação brilhantemente apresentada pelo ator Andreas Katsulas no papel do instigante embaixador alienígena G’kar.

Era o final do ano Terrestre de 2260, e a guerra havia pausado, de repente e inesperadamente. Em torno de nós, era como se o universo estivesse prendendo a respiração. . . a espera.

Tudo na vida pode ser dividido em momentos de transição ou em momentos de revelação. Este tinha o sentimento de ambos.

G’Quon escreveu: Há uma escuridão maior do que a que lutamos. É a escuridão da alma, que perdeu o seu caminho. A guerra que lutamos não é contra principados e potestades – é contra o caos e o desespero. Maior do que a morte da carne é a morte da esperança, a morte dos sonhos. Contra esse perigo nunca podemos nos render.

O futuro está ao nosso redor, esperando em momentos de transição, para nascer em momentos de revelação.

Ninguém sabe a forma desse futuro, nem para onde ele nos levará. Sabemos apenas que ele nascerá sempre na dor”.

Embaixador G’kar

Gostou? Para saber mais sobre a série acesse os links abaixo e viaje!

Wikipedia Babylon 5
Estação espacial B5
IMDB Babylon 5
Wikia Babylon 5
The Lurkers Guide from Babylon 5
Speeches and Monologues

 

E falando de influências, deixo aqui o link do texto Andorus – A História de uma era. Um universo medieval fantástico que desenvolvi totalmente inspirado nos roteiros apresentados pela série. 😉 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Comente aqui suas impressões!