, , ,

A nanotecnologia e o Apocalipse Zumbi.

O texto abaixo faz parte do livro Mundo Zumbi que estou atualizando regularmente no Wattpad e no Widbook. A história visa revisitar o universo dos Mortos-Vivos e tem como foco responder algumas perguntas normalmente não consideradas em outras obras do mesmo gênero. Desejo a todos uma boa Leitura e fico no aguardo de seus comentários! ;)
____________________________________________________
Relatório 25022020 – Dra. Anna Schaaf.

No início, a nanotecnologia tornou-se uma importante aliada para nossa sociedade. Ela foi amplamente usada nos processos industriais, na produção de energia e nos últimos anos, antes da chegada dos reanimados, na área da saúde.

nanobotsAs primeiras versões dos Nanorobôs eram usadas inicialmente para a manipulação de diversos elementos em escala atômica. As conquistas registradas foram incríveis, exemplos como o aumento da longevidade bem como a criação de terapias mais eficientes e rápidas foram os principais diferenciais da nanotecnologia em relação à medicina convencional.

Inicialmente todos os projetos eram desenvolvidos em laboratórios tradicionais e bem sérios, que sempre se utilizavam de inúmeros protocolos de segurança para o desenvolvimento de seus testes.

Assim a nanotecnologia começou a ser vista como a grande solução dos inúmeros problemas de futurenossa sociedade e muitos cientistas, que antes encaravam os procedimentos de maneira séria, começaram a escolher alguns “atalhos”, para assim lançar os produtos de suas empresas antes dos concorrentes.

O sucesso constante dos projetos começou a criar, na cabeça dos governos e na sociedade, um cenário futurístico livre de doenças e do envelhecimento. Isso aumentou ainda mais o fluxo de dinheiro em empresas sem preparo.

O cenário já estava montado. Empresas de medicina já dispunham de algumas ferramentas provenientes da nanotecnologia capazes de potencializar a melhora da visão, bem como, estimular certas áreas cerebrais que poderiam combater doenças degenerativas cerebrais, aplicações que os medicamentos tradicionais não conseguiam resolver.

Manipulando essas tecnologias, muitas empresas ofereciam novos produtos, ignorando a fase de testes e se afastando da responsabilidade de problemas futuros.

A utilização indiscriminada de nano robôs que agiam como patógenos em nosso organismo, bem como a transferência de comandos diretamente para nossos cérebros, começou a alterar a programação inicial, causando reações não planejadas.

estagios

A mais polêmica dessas aplicações, que inicialmente traria a imortalidade através de nanorrobôs, causou danos celulares ao cérebro dos pacientes, apagando por completo sua consciência.

E foi assim, que a busca constante pela imortalidade e poder, que chegamos ao ponto de apagarmos por completo grande parte da humanidade.

A nanotecnologia deveria ser usada a serviço do bem estar de nossa sociedade, mas infelizmente os erros e a ganância desmedida direcionaram nossas ferramentas uma vez mais em direção da guerra, causando mais uma vez a regressão de nossa sociedade.

end

– Nota particular aos sobreviventes: –

O nosso caminho não está mais relacionado com a criação de um novo mundo. Da mesma forma, nossos esforços não significam um retorno ao que éramos. Como mais de 90% de nossa espécie morreu ou foi alterada, só nos resta agora criar uma maneira da próxima geração sobreviver.

2 respostas
  1. Logan Solo
    Logan Solo says:

    Em um mundo em que a nanotecnologia seria a solução para problemas médicos e farmacêuticos, de envelhecimento e doenças hoje sem cura, é claro que os gigantescos monopólios da indústria dos remédios e da tecnologia médica não tolerariam tal cenário.

    Os nanorobôs teriam de servir para outros objetivos. Teriam de mostrar sua face destruidora, construídos também para causar danos e degenerescência, que mostrariam aos governos existentes que não seriam tolerados.

    Mas o cenário que se mostrou, por fim, foi uma degenerada e mórbida paródia dos tempos da Renascença. A guerra e a decadência mortal esperavam pelos que eram guiado pela ambição e pelo lucro.

    Por fim, restou ao homem a destruição de sua florescente civilização… em prol dos mortos-vivos, que se espalharam como o ebola, a peste negra e a Aids. Mas em escala global. E sem cura nenhuma.

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Comente aqui suas impressões!